Professor com Alunos
molduraAtivo 49.png

Briga no BBB gera reflexão:
qual é o perfil esperado de uma professora?

Fofoca Pedagógica

Edição N.º 14 - Março de 2022

Quem gosta de uma boa fofoca sabe que não dá pra fugir: cedo ou tarde, o assunto cai no tema BBB. Você assiste? Você gosta? Você tem seus favoritos na edição de 2022? Se você é daqueles que não acompanham o programa, fique tranquilo: o assunto aqui não é BBB. Começamos por lá, mas queremos falar sobre nós, professoras. Se liga na fofoca:

Neste último mês, a participante Jessilane, que é professora de Biologia, ficou bem chateada depois de uma discussão com outro brother, o surfista Pedro Scooby. Acontece que, durante um jogo, Scooby disse que Jessilane era muito influenciável e, por ser professora e formadora de opiniões, ele não esperava essa postura dela. De acordo com Jessi, a fala do surfista soou como uma crítica ao desempenho profissional dela, algo que não deveria ser pauta do jogo. O tema gerou polêmica e, em nós, gerou uma reflexão:

jessi.jpg

A participante do BBB Jessi é professora de Biologia

Qual é o perfil esperado de uma professora?

Fora do exercício da nossa profissão, podemos ser influenciáveis? Inclusive quando estamos na sala de aula, podemos falhar? Como seres humanos que somos, podemos cometer erros? Carregamos o fardo de sermos vistos como os sabe-tudo? Temos as respostas para todas as perguntas referentes à disciplina que lecionamos na ponta da língua, sempre? Enfim, quando alguém nos ouve dizer que somos professoras, quais as expectativas que essa pessoa deposita na nossa personalidade?

A verdade é que somos pessoas diferentes, com personalidades diversas. Além disso, influenciar e sermos influenciadas faz parte do viver em sociedade, faz parte do conceito de interdependência. Algo que se aplica a todos nós, seja lá qual for a nossa profissão.

 

Apesar disso, como professoras, temos sempre a intenção de não falhar, de sermos justos, de questionar e de refletir sobre o todo. Mas, assim como os estudantes, os responsáveis, as diretoras, e até o Ministério de Educação, a professora também erra. E erra muito! O erro, afinal, faz parte da natureza humana e, antes de sermos professoras, somos humanas. Aliás, é por meio do que é tido como erro que chegamos a soluções: é por meio do erro que se adquire o conhecimento, afirma a ciência.

Logo, se o mundo espera que, por sermos professoras, precisamos ter certa personalidade ou perfil fechado, que precisamos caber em um molde de pessoa perfeita ou nos posicionarmos como pessoas infalíveis e detentoras de todo o conhecimento… O mundo que trabalhe e revise suas expectativas.

logo.png

REVISTA

Fofoca Pedagógica

04

Briga no BBB gera reflexão: qual é o perfil esperado de uma professora?