Expectativas e a realidade

Carta da Professora Fique Bem

Edição N.º 14 - Março de 2022

Criar expectativas pode ser perigoso, pode ser inspirador, pode ser frustrante. Ter expectativa é esperar que algo aconteça ou que algo seja. Mas não é à toa que uma das maiores piadas da internet seja uma comparação entre as expectativas e a realidade. Afinal, quantas vezes elas não foram diferentes? Hoje a Revista Fique Bem fala sobre elas: as expectativas que se tem sobre a escola pública, aquelas que temos sobre o retorno à vida presencial, as expectativas que as pessoas depositam em nós, professores, quando revelamos nossa profissão a elas… São tantas e muitas não refletem a realidade. 

No Fala, Mestre deste mês, falamos com uma coordenadora pedagógica que nos contou a história de uma escola pública que não sofreu com a evasão em tempos de pandemia. Na Hora do Café, descobrimos que, mesmo com conexões sociais mantidas de forma online, a ressocialização pós-isolamento pode, sim, ser um desafio. Na editoria Corações e Mentes em Ação, entendemos, na prática, o que é mindfulness. Na Fofoca Pedagógica, falamos de uma briga no BBB — tem que ler para entender. No Caneta Vermelha, apontamos uma medida do Inep que frustrou as expectativas de algumas pessoas — principalmente as dos pesquisadores em educação.

 

E, sem ninguém esperar, criamos uma nova editoria! Agora, temos um espaço especial para você colaborar com a revista, enviando uma resenha literária de autoria própria. Venha trazer a sua indicação de leitura para os professores de todo o Brasil! Que tal? Inspire-se lendo a nossa primeira resenha publicada.

Do lado de cá, a minha expectativa é que você faça uma boa leitura e que siga nos acompanhando. Ah, e não se esqueça de anotar na sua agenda todas as nossas dicas culturais. [Neste mês da mulher, a lista está empoderada!]

Um beijo,

Professora Fique Bem