Balancing rock
molduraAtivo 48.png

A felicidade genuína de quando nos conectamos com nosso propósito de vida

Corações e Mentes em Ação

Edição N.º 21 - Outubro de 2022

Existem momentos em que a gente simplesmente olha pra trás, reflete sobre o nosso passado, as nossas decisões, a nossa trajetória, e entende que tudo o que vivemos foi necessário para que chegássemos àquele ponto da vida. É como se um pequeno filme passasse diante dos nossos olhos, mostrando que cada obstáculo, emoção e diálogo eram ferramentas de aprendizagem, e serviriam para que alcançássemos um objetivo maior. Nesses momentos, se sentirmos que estamos profundamente conectados com o nosso propósito, a felicidade vem de forma genuína e plena!

WhatsApp Image 2022-10-04 at 10.32.59 (2).jpeg

Da outra parte, também é possível sentir muito orgulho ao perceber que podemos colaborar para que momentos como esses preencham o coração de algumas pessoas que caminharam ao nosso lado. Neste mês, a redação da Revista Fique Bem conversou com uma agente de inclusão escolar do município de Itapevi, em São Paulo, e o papo foi de muita emoção. Karine Ferreira Gomes atua no Centro Municipal de Educação Básica (Cemeb) Professor Florestan Fernandes, e teve a história atravessada e transformada pelo SEE Learning.

O SEE Learning (do inglês, Social, Emotional and Ethical Learning) é um curso de aprendizagem para corações e mentes. Aplicado no Brasil pela ONG Gaia+, mesma instituição que está por trás do Fique Bem, trata-se de um programa internacional desenhado para fomentar a aprendizagem social, emocional e ética em todos os níveis da educação básica. O curso é elaborado pelo Centro de Ciência Contemplativa e Ética Baseada em Compaixão da Emory University, em parceria com o Dalai Lama, e é focado em levar compaixão para dentro da sala de aula. As inscrições para os dois módulos do curso podem ser feitas aqui.

“Desde sempre, eu fui aquela pessoa que quer ajudar o mundo, uma pessoa bem sonhadora e utópica, sabe? E patinei bastante. Tanto nas escolhas de formação, quanto no caminhar profissional. Cheguei até as terapias, que me ajudaram a ser quem eu sou hoje, mas elas podem ser distantes, muito longe da realidade de uma mãe de família que não tem um ensino médio, por exemplo”, conta Karine. “A gente precisa caminhar muito para conseguir alcançar todos. E o conteúdo da Gaia+, do SEE Learning, é bem prático, simples e eficaz. Quando você entende o que é um recurso e você sente o que ele pode fazer na sua vida, por exemplo, você se transforma”, afirma.

Karine reflete como uma sequência de acontecimentos fez ela se aproximar do curso SEE Learning. Formada em Administração, ela admite que não estava feliz com a profissão e que buscava algo diferente. “No começo da pandemia, comecei a meditar, desenvolvi um método próprio de meditação e até tive clientes para compartilhar esse método”, conta. Foi aí que decidiu prestar concurso para a vaga de agente de inclusão na prefeitura de Itapevi. “Sem muito planejamento, fiz uma prova aqui para a prefeitura e passei. Quando eu estava com umas duas semanas de trabalho, fui convidada a participar de uma formação presencial com a Flávia Lima e o Valentin Conde, professores do SEE Learning”, recorda.

“Lembro que, na época, eu pensei em recusar, porque seria fora do meu horário de trabalho. Mas, como eu sou uma pessoa que gosta de aprender e o curso falava em corações e mentes, aceitei. Unir essas duas coisas é tudo que todo mundo quer! Ainda bem que eu fui, pois foi uma experiência maravilhosa”, conta Karine.

“Só da prefeitura ter passado esse curso, foi uma permissão: entendi que os agentes de inclusão poderiam falar sobre socioemocional”, explica. “Fui aplicando algumas atividades e tendo mais segurança para falar com as crianças, mas eram aulas esporádicas. Eu pensava que não estava contribuindo tanto. Foi aí que surgiu a formação online do SEE Learning, que contou com um currículo tão primoroso, detalhado e genuíno! Ah, e ele vem de uma universidade da compaixão, cujo padrinho é o próprio Dalai Lama! É uma honra”, conta Karine, emocionada.

“O que eu gostei muito do curso é a praticidade de ter todos os conteúdos produzidos, separados. E é bem diferente de você baixar um pacote na internet, comprar um currículo. Eles têm o cuidado de perguntar como os alunos estão, como foi o nosso dia, e isso contribui muito!”, afirma. “Afinal, uma parte do que é importante quando você vai levar isso pra alguém é você saber o que está falando e ter autoridade. O curso SEE Learning já te prepara pra isso, porque tem esse movimento de você aplicar na sua vida, e só depois levar aos outros”.

Transformação e conexão com o próprio propósito

Karine diz ainda que, depois do curso, se sente mais confiante, esperançosa e conectada com o seu propósito de vida. “Conhecer mais pessoas que estão buscando por esse conhecimento, e que vão aplicar esse currículo em vários cantos do país, já deixa a gente de coração quente”, conta ela.

“Eu tenho uma esperança muito maior agora, porque eu tenho essa formação, que é bem raiz, a base, e eu vou levar muito esse trabalho. Não só nas escolas, mas, depois que eu sair da escola, eu quero continuar levando esse método e eu quero levar para pais de alunos. Assim, eu vou conseguir levar, de fato, mais que intenção, mais que oração, uma ação, um engajamento para melhorar o mundo, a partir da minha prática de autocuidado também”, compartilha a agente de inclusão, que chorou bastante na última aula do curso. “Me emocionei demais porque, quando a gente pensa em conteúdo gratuito, a gente tem um patamar, uma expectativa, e o trabalho do SEE Learning vai muito, muito além!” 

“Às pessoas que estão apoiando essa causa, eu quero dizer: gratidão! Vocês não sabem o quanto o seu dinheiro, o seu investimento, não foi em uma simples educação, mas em transformação. São fagulhas de amor, de luz, que chegaram aqui na minha cidade que eu tanto amo e que eu vou levar esse amor adiante, vou espalhar”, promete. “Eu acredito que esse conteúdo realmente vai revolucionar a sociedade. Porque muita gente espera uma sociedade melhor, fala que estamos evoluindo, mas atitudes assim, realmente mostram que vai dar tudo certo, sabe? Dá uma esperança muito maior. Não só para o lado profissional, mas para a vida, para o lado espiritual, para as lutas em geral”, continua ela.

“Eu era uma pessoa que, apesar de muita vontade, eu tentava ser efetiva e não sentia que conseguia. Agora, eu tenho recursos, tenho base para ser efetiva! Para ser assertiva na contribuição, no ajudar. Isso pra mim é muito rico, muito forte, muito bonito, eu me sinto infinitamente grata por ter feito a prova do concurso que, no final das contas, me colocou em contato com isso. Eu me sinto bem alinhada com o meu propósito de vida, bem otimista com os próximos capítulos da minha vida, graças a esse método, graças ao Dudu, ao Valen, aos apoiadores, a toda a Gaia+, e aos Gaianinhos também. Afinal, eu sou porque eles são”, finaliza Karine.

logo.png

REVISTA

Corações e Mentes em Ação

03

A felicidade genuína de quando nos conectamos com nosso propósito de vida